Desânimo: Causas, consequências e como lidar

Maurício Teixeira

Pastor da Academia da Fé Tijuca

Uma história para se inspirar

Um fato marcante aconteceu na vida de Thomas Edison quando ele tinha 67 anos: um grande incêndio destruiu sua fábrica e a ruína foi total.

Na época, sua renda era proveniente unicamente da produção de filmes e discos.

Quando o dia começou a clarear, o fogo já estava mais controlado, então, Edison reuniu seus funcionários e fez um anúncio: “Vamos reconstruir! Vamos reconstruir algo maior e melhor sobre as ruínas! Consigam guindastes, vamos alugar oficinas”. E completou: “Já ia me esquecendo: alguém sabe onde podemos arranjar dinheiro?”.

Thomas Edison era um homem que se recusava a desanimar. Seu otimismo contagiava todos ao seu redor!

Sua essência não é o desânimo

Deus, quando te criou, não usou fracasso ou desânimo como matéria-prima. Sua essência é outra! Você foi criado pelo poder da vida para viver a excelência de vida neste mundo!

Jesus disse:

“…eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância.” (João 10:10).

Com esta certeza, você deve renovar sua mente constantemente para não sucumbir à “opressão” do desânimo. Aquele que te criou o fez com razão e propósito. Nada é por acaso na tua vida! Nada é fruto de “sorte ou azar”. O Senhor já declarou:

“Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais”. (Jeremias 29:11)

Como o desânimo começa a se manifestar?

O desânimo pode ser causado por fatores externos ou internos.

CIRCUNSTÂNCIAS

Um fator externo, como o incêndio na fábrica de Thomas Edison, seria suficiente para desanimar um homem de 67 anos de idade, pois ele poderia alegar que não tinha mais forças.

Da mesma forma que ele fez, nunca diga que você não tem mais forças! Diga o que a Palavra diz:

“Faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Mas os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.” (Isaías 40:29, 31)

Todos nós estamos sujeitos a encarar fatores que tendem a nos desanimar. O segredo da grande virada em face a eles é sempre nos posicionarmos em Cristo, sabendo que nosso inimigo quer nos fazer parar, mas não é ele quem dita as coisas na nossa vida!

O Apóstolo Paulo falou:

“Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém não desanimados; perseguidos, porém não desamparados; abatidos, porém não destruídos; levando sempre no corpo o morrer de Jesus, para que também a sua vida se manifeste em nosso corpo.” (2 Coríntios 4:8-10)

Observe que o texto diz o que não somos: angustiados, desanimados, desamparados, destruídos! Isto nos diz que podemos enfrentar tudo, seja o que for, e permanecer firmes!

Você não é mais uma “pessoa no meio da multidão”! Podemos ser provados, mas o antídoto para o veneno desta antiga serpente é a revelação do que cremos que somos em Cristo! Não abra mão do lugar em que Cristo te colocou! É deste lugar que você parte para vencer!

VISÃO CONTURBADA

Outro fator que pode gerar desânimo é a visão conturbada. O impacto do que vemos sempre será grande e mexerá muito conosco.

Veja o exemplo de Thomas Edison sobre sua fábrica e de Neemias ao olhar para os escombros e entulhos dos muros de Jerusalém.  

Precisamos colocar nossa visão em algo imutável:

“Olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus.” (Hebreus 12:2)

TEMPO DE DURAÇÃO DE UM COMBATE

Mais um fator gerador de desânimo: o tempo de duração de um combate.

Quanto tempo terá de durar o seu posicionamento em: oração, busca, louvor e ações de graça? Este tempo não está em nossas mãos! Devemos sempre lembrar:

“Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” (Romanos 8:28)

A Palavra diz que: “Abraão, esperando contra a esperança, CREU, para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe fora dito!” (Romanos 4:18)

A expectativa de Abraão era a certeza de que Deus cumpriria o que prometeu. Hebreus 6:15 diz assim: “E assim, depois de esperar com paciência, obteve Abraão a promessa”.

Como devemos lidar com o desânimo?

Você não pode ignorar o desânimo. Isso seria como dirigir o seu carro com um dos pneus furado. Uma hora você terá que parar para trocar o pneu. Dirigir com o pneu furado trará grande prejuízo e risco.

O mesmo acontece com o desânimo. Se você insistir em conviver com ele, o seu prejuízo será grande da mesma forma!

A iniciativa de combater o desânimo tem que ser sua. Então, tome a decisão de voltar a sua atenção para o Senhor! Ficar olhando para a causa que gerou o desânimo não vai fazer as coisas mudarem. Ninguém consegue gerar alegria olhando para o que sobrou do incêndio. Veja como Davi se recuperou do desânimo e do fracasso:

“Davi e os seus homens vieram à cidade, e ei-la queimada, e suas mulheres, seus filhos e suas filhas eram levados cativos. Então, Davi e o povo que se achava com ele ergueram a voz e choraram, até não terem mais forças para chorar.” (1 Samuel 30:3-4)

“Davi muito se angustiou, pois o povo falava de apedrejá-lo, porque todos estavam em amargura, cada um por causa de seus filhos e de suas filhas; PORÉM DAVI SE REANIMOU NO SENHOR, SEU DEUS.” (1 Samuel 30:6)

Reanimar no Senhor significa: “fazer do Senhor a sua força, ser fortalecido pelo Senhor”.

Esta é a mesma expressão que o Senhor usou com Josué quando lhe disse:

“Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o Senhor, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.” (Josué 1:9)

Portanto, coragem! Deus é contigo em todos os momentos! Não permita que o desânimo conduza a sua vida, mas reaja a ele!

Gostou do conteúdo? Compartilhe e abençoe a vida de alguém!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *