Família: campo fértil de grandes semeaduras e colheitas

Anderson Medeiros

Pastor da Academia da Fé Brasília

“E isso afirmo: aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará.” (2 Coríntios 9:6)

A palavra SEMEAR, em hebraico tem vários significados, dependendo de seu contexto. Alguns deles são: lançar a semente, plantar, implantar, conceber, dar à luz, perpetuar e garantir alimento. Não por acaso, ela tem a mesma raiz que a palavra DESCENDÊNCIA.

A instituição família foi criada por Deus. Nasceu no coração do Pai Celeste para ser o ambiente ideal onde o homem e a mulher pudessem semear diferentes tipos de sementes, dando seus correspondentes frutos, como intimidade, cumplicidade e amor conjugal, filhos obedientes aos pais e tementes a Deus, relacionamento saudável entre pais e filhos, altruísmo, sensibilidade, perdão, harmonia, superação e confiança.

Porém, desde Adão, o inferno tem trabalhado para destruir esse campo fértil desenhado por Deus e impedir que ele venha a dar frutos para gerações futuras.

Para anular a ação destruidora do inferno no campo da colheita da sua família, é necessário ter a revelação e o poder do Espírito Santo.

Somente Ele pode mudar a maneira como você vê e reage diante das situações familiares e afrontas do inferno sobre sua família.

Quatro lições que a semeadura e colheita nos dão

Aprendendo sobre semeadura e colheita no aspecto natural, o Espírito Santo pode nos ensinar preciosas verdades sobre as leis da semeadura e da colheita espirituais no relacionamento familiar. Vejamos quatro lições:

1- Nenhuma plantação acontece por obra do acaso

Assim como a plantação é fruto de um meticuloso, prolongado e contínuo trabalho, a semeadura em sua família precisa ser pensada, priorizada, planejada e acompanhada. Faz-se necessário INVESTIR

Para ter relacionamentos familiares firmes e duradouros, será preciso investir TEMPO de qualidade com seu cônjuge e com seus filhos. Será preciso investir DINHEIRO comprando material didático com temas bíblicos e enviando seus filhos para os retiros espirituais da igreja. 

Certamente, o investimento em TEMPO e DINHEIRO implicará em renúncias de sua parte, mas os frutos serão infinitamente mais compensadores.

2- Nenhuma semente plantada nasce, cresce e frutifica do dia para a noite

Vivemos em um mundo de respostas instantâneas e imediatas, porém, na “semeadura” e no investimento na família, temos que ter a perseverança e a fé para esperar o tempo certo da germinação, do crescimento e da frutificação. 

Essa espera precisa ser uma espera ativa, na qual seguimos regando as sementes, crendo na certeza da colheita e agradecendo a Deus pelos frutos que ainda não colhemos, a despeito das circunstâncias contrárias.

3- Todo fruto colhido tem a mesma natureza da semente plantada

Tal como o agricultor que cultiva arroz não espera colher feijão, também seria irracional esperarmos colher amor, paz e confiança, se apenas lançarmos sementes de indiferença, rancor e críticas nos corações de nossos cônjuges e filhos. 

Que tipo de semente você tem lançado?

4- O tamanho da colheita é correspondente ao tamanho da semeadura

Conforme o Espírito Santo nos ensinou em 2 Coríntios9:6, não devemos esperar uma grande colheita na vida dos membros de nossa família se de nossa parte não selecionamos as nossas melhores sementes, se não perseveramos em arar o solo dos corações com amor e se não valorizamos e priorizamos o tempo devido para a semeadura. 

Se desejamos uma grande colheita, com lindos frutos, temos que semear também com fartura e zelo.

Não existe família perfeita, mas…

Não somos uma família perfeita, mas aprendemos a investir na “semeadura” como casal e como pais desde muito cedo. 

Não medimos esforços para proporcionar aos nossos filhos ambientes, cursos e cultos domésticos, nos quais sabíamos que a Palavra de Deus era a base e o fundamento para o crescimento espiritual deles.

Aprendemos que o fruto que todos veem e admiram sempre será resultado do trabalho contínuo, dedicado e perseverante de uma semeadura que poucos viram acontecer.

Que você saiba investir na “semeadura” na vida de seu cônjuge e de seus filhos para depois colher em abundância todos os “frutos” que Deus sonhou para sua família, nesta e nas próximas gerações.

Que tipo de “semente” você pode lançar no coração de seus familiares já a partir de hoje? Peça a Deus orientação e comece a semear em fé! Em breve, você começará a colher os frutos.

Gostou do conteúdo? Compartilhe e abençoe a vida de alguém!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *