Visão do Mundo X Visão de Deus

Deise Peixoto

Pastora e Fundadora da Academia da Fé

Existem muitas, muitas vozes hoje nesse mundo. Você as ouve o tempo todo, muito embora, nem sempre as perceba.

Quando andamos com Deus, precisamos aprender a discerni-las. Caso contrário, este pode ser um caminho sem volta. A que você você tem dado crédito?

As vozes do mundo sempre tentarão nos empurrar para baixo e para longe de Deus. Por isso, não importa o que elas digam, não podemos nos distrair com elas. Sabe por quê? Elas não são verdadeiras e não podemos decidir tomar ATALHOS, porque COISAS TERRÍVEIS VEREMOS, mas, ao mesmo tempo, COISAS MAIORES FAREMOS, se trilharmos o caminho que Deus determinou. 

Jesus é o caminho, a verdade e a vida

Precisamos nos focar e não nos DESVIAR do propósito de Deus para nós. Ele que irá nos fortalecer e nos direcionar, porque temos um chamado. Vidas preciosas estão morrendo e vivemos por ALGO MAIOR, por isso, precisamos continuar a navegar, a caminhar, a perseverar até o fim, pois temos uma carreira pra completar.

Mais do que nunca, nós, como novas criaturas, precisamos aguçar a nossa sensibilidade de espírito, não só para discernirmos o tempo novo que estamos vivendo, mas também precisamos ter discernimento para remir o tempo, como o apóstolo Paulo nos adverte, porque os dias são pra lá de maus. 

Mesmo diante das lutas e pressões pelas quais passamos, Deus nos capacita a prosseguirmos firmes e de pé. Para isso, precisamos estar alertas, conscientes e preparados para o que está por vir, e há somente duas maneiras de vivermos: a maneira do mundo ou a maneira de Deus. 

A maneira do mundo: sistema satânico

O mundo está mudando para pior, está embalado num papel chamado confusão e caminha para a destruição. Vivemos num mundo mutável e de assustadoras aberrações. O mundo entrou numa pandemia, num confinamento que a maioria de nós nunca sonhou presenciar. O ano mal começou, os meses estão correndo e, quando nos dermos conta, terminará. O que virá pela frente?

As pessoas estão mais desanimadas, desesperadas, desequilibradas, desmotivadas, dilaceradas, desestimuladas, deterioradas, depravadas, depressivas, corrompidas, malvadas, desistindo da vida, dando fim à sua vida, porque não encontram motivação, nem propósito para viver. Elas pensam: viver por quê, viver para quê e viver para quem?

O mundo não sabe mais sonhar, não sabe se doar e nem dar; só quer ganhar e retirar. As pessoas nada têm porque nada dão. Elas não têm mais a capacidade de fazer uma escolha sábia e saudável, pois estão perdendo a cada dia, o conceito real de família, de respeito e de integridade.

Hoje, são tantas opções, tantas variações e tantas mudanças, que viver passou a ser algo fútil, inútil, superficial, banal, volátil, raso, terceirizado, descartável, sem sal! A vida perdeu o sabor!

Cada dia mais, as pessoas têm menos paciência, estão mais apressadas, imediatistas – querem só apertar um botão, querem apenas fazer um download de tudo: da vida, dos relacionamentos, das coisas. Tudo tem que ser rápido, condensado, pra ontem, sem emoção, sem paixão e nem compaixão.

Com o avanço da tecnologia, galopa a apatia e se dissolve a empatia. Amizades e relacionamentos se quebram facilmente. Ninguém quer olhar para o próximo. Elas estão em busca de qualquer aceitação e não sabem de que precisam é de significação.

Olham para tudo que é supérfluo e temporal, perderam o olhar do que é vital, eterno e essencial. Não há mais harmonia e nem sintonia. Não há mais ordem e progresso. O caos domina! Não há construção e, sim, destruição. O medo impera! A maldade supera. Viver para depois morrer é a única opção. O certo virou errado, e o errado agora é o certo. 

O mundo está falido!

Não é só o nosso Estado que está falido, o mundo está falido! O altruísmo foi substituído pelo egocentrismo, que só aumenta. Por outro lado, a baixa autoestima está em alta! Consequentemente, o mundo está empobrecendo, está desgovernado e, nessa avalanche de novidades, nessa aceleração de informação, o mundo nem sabe que está perdendo seu ritmo, trocando seus antigos valores, minguando, se contorcendo e quase parando, sem uma luz, um vislumbre no fim do túnel, sem paz, sem alegria, sem esperança, sem amor, sem razão e sem visão…

Os seres humanos estão mais doentes e gritando: “Parem o mundo que eu quero descer, não sabemos mais o que fazer! Onde vamos parar? E que fim teremos? Será que há cura para nós, será que alguém pode fazer alguma coisa?”.

Muitos estão morrendo precocemente… E a vida continua! Mas isso é vida? Que vida é essa? Será que isso é tudo?

É, sob a perspectiva humana, o cenário é bem assustador e incerto.

Como bêbados, pessoas procuram uma porta de saída. Não há um prognóstico, um indicador favorável, não há mesmo saída para a condição dos seres humanos neste planeta no presente momento. O mundo está impotente, não sabe o que fazer, está perdido, não sabe pra onde ir, está sem identidade – não sabe o que é SER, e só quer TER.

A maneira de Deus: perspectiva correta

Sim, o mundo jaz no maligno e está perdido, mas o que o mundo não sabe é que Jesus veio buscar e salvar o perdido. Estas são as boas notícias: o Evangelho da Graça do nosso Deus.

E se Jesus não for introduzido? Não haverá salvação, pois o mundo vive um grande mal, uma distorção, uma doença chamada pecado, e só Jesus é a solução. Num mundo de trevas, Ele é a luz que brilha na escuridão!

A proposta de Deus não é de fracasso. É bem diferente de toda essa bagunça. O Deus criador, o Deus de amor, o Deus que é santo e imutável, que governa todas as coisas, tem planos e uma visão de redenção, de construção

Há muita vida para ser vivida. É verdade! Foi Jesus quem disse isso, não eu. Ele veio trazer vida, e vida em abundância não é a vida que esse mundo conhece, mas a vida do próprio Deus, Zoe.

Porém, há um pedido, um valioso conselho dado em Romanos 12:1-2. Paulo diz: 

“Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”

Paulo nos implora, suplica, insiste, encoraja, apela, adverte a não tomarmos o padrão deste mundo como nosso padrão, pois só experimentaremos a boa, perfeita e agradável de Deus se não nos amoldarmos a esse mundo.

Jesus disse, em João 16:33: 

“Eu disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições, contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo!”

Jesus já venceu o mundo, nós não temos mais nada com esse sistema demoníaco. não temos nenhuma afinidade com o mundo, nenhuma aliança!

Nosso padrão é o da Palavra de Deus

Não podemos nos adaptar às tendências e aos valores desse mundo. Nós estamos no mundo, mas não somos deste mundo, portanto, nosso padrão é outro – nosso padrão é de acordo com a Palavra de Deus

Nós amamos e tememos a Sua Palavra. A nossa maneira de viver não tem nada a ver com a maneira do mundo viver e, sim, com a maneira da Sua Palavra, que é perfeita, viva, absoluta e imutável. Ela não precisa ser atualizada; ela precisa ser praticada!

Billy Graham disse que: “A Bíblia é mais atual que o jornal que será publicado amanhã”.

Quando aceitamos Jesus, damos a largada à nossa jornada em Cristo! É nesse momento que somos retirados do império das trevas e transportados para o Reino de Deus. 

Jesus fez o que tinha que ser feito, o que nós não podíamos fazer. Nosso trabalho é crer. Para ser cristão, é só crer, mas, para ser discípulo, é preciso seguir o Mestre e fazer o que o Mestre mandar. 

Jesus disse: “Por que me chamais de Senhor, Senhor e não fazeis o que Eu vos mando fazer?”.  

Como Seus discípulos, seus representantes aqui na terra, não podemos parecer com o mundo, mas ser cada dia mais parecidos com Jesus. Paulo nos lembra que já não somos mais nós que vivemos, mas Cristo vive em nós.

Gosto muito desse pensamento de Tim Keller: “Deus nos vê como somos, nos ama como somos e nos aceita como somos. Mas, pela Sua Graça, Ele não nos deixa como estamos”.

Hoje é dia de salvação

Não se acomode! Incomode-se com a maneira como você vivia ontem. Nunca é tarde para começar. Se for preciso, comece HOJE. Hoje é o dia da SALVAÇÃO! Há algo sempre novo para ser vivido.

“Esqueçam o que se foi; não vivam no passado. Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não o percebem? Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo.” (Isaías 43:18-19)

Ah, a Sua maravilhosa Graça capacitadora!

Em Hebreus 12:1-3, está escrito que estamos cercados de uma nuvem de testemunhas. São muitos que correram a corrida, passaram por várias situações, tribulações, testes, provações, vitórias e conquistas e nos dizem: 

“Continuem, vão em frente, não desistam, não parem e nem fiquem desanimados. Se nós conseguimos, vocês também podem; se nós vencemos, vocês também podem, porque o nosso Deus é o mesmo Deus de vocês. Ele nunca muda e, nEle, somos mais que vencedores!”.  

“Portanto, meus irmãos, sede pacientes até a vinda do Senhor. Observai como o lavrador aguarda o precioso fruto da terra, esperando com paciência, até que receba as primeiras chuvas de outono e as que encerram a primavera. Sede vós, igualmente, perseverantes. Fortalecei o vosso coração, porquanto a vinda do Senhor está próxima.” (Tiago 5:7-8a)

Gostou do conteúdo? Compartilhe e abençoe a vida de alguém!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *